12 3042-2002
Acompanhe-nos nas redes sociais:
12 3042-2002
Como chegar

Notícias



por página
Exibir:


09/10/2020
Volvo XC40 Hybrid dá os primeiros passos para os carros elétricos
Enquanto carros puramente elétricos vão chegando aos poucos ao Brasil e enfrentando uma certa desconfiança de quem está acostumado a abastecer seus veículos com gasolina, a Volvo investe pesado nos híbridos plug-ins. O Agora testou o utilitário esportivo XC40 T5 Hybrid e ele funciona da seguinte maneira: com as baterias carregadas, ele pode rodar até cerca de 50 km consumindo somente eletricidade. A potência dele equivale a 82 cv de potência e bons 16,3 kgfm de torque assim que o motorista toca o acelerador. Não precisa subir o giro para ganhar força como em um carro a gasolina. Mas há também um 1.5 a gasolina de três cilindros turbo que rende 180 cv e 27 kgfm de força. Combinados, chega a 262 cv e 43,6 kgfm. O motor a gasolina é acionado quando a bateria do elétrico acaba ou quando o motorista precisa de mais potência. Eles podem funcionar juntos, dando um desempenho de carro esportivo para o SUV. A bateria pode ser carregada pelo próprio motor a gasolina, pela força das frenagens ou na tomada. Na cidade de São Paulo há diversos pontos de abastecimento espalhados. A Volvo também vende um carregador para instalação na casa ou no prédio do proprietário. Durante o teste, o XC40 Hybrid chegou a fazer quase 30 km/l com poucos acionamentos do 1.5 turbo. Com a bateria zerada propositalmente, o consumo de combustível aumento para cerca de 11,5 km/l com uso direto, marca ainda boa para um utilitário de luxo compacto. Ele ainda oferece direção semi-autônoma. Em rodovia bem sinalizada, é possível programar o carro para ficar na faixa de rolagem na velocidade programada. Ele freia, acelera e vira o volante, mas o motorista precisa ficar o tempo todo com as duas mãos na direção para o sistema não desativar. O preço para ter um Volvo com motor elétrico ainda é alto. Ele é vendido somente na versão topo de linha R-Line por R$ 264.950. A meta da marca é ambiciosa, que é chegar a 50% de suas vendas somente com carros elétricos até 2025. Enquanto isso, o primeiro passo está sendo dado com versões híbridas de todos os modelos oferecidos no Brasil, como o XC40. Fonte: Agora
Ler mais
10/09/2020
Volvo XC40 Plug-In R-Design alia estilo, performance e eficiência
O Volvo XC40 Plug-In Hybrid, oferecido aqui apenas na versão R-Design, é a proposta de eficiência energética da Volvo, mas não é a definitiva, esta é a Recharge do XC40. O menor dos SUVs da Volvo traz um pequeno motor 1.5 de três cilindros, combinado com um motor elétrico e ainda câmbio de dupla embreagem, entregando 262 cavalos. A promessa é de uma boa média de consumo, ainda mais por ser plug-in, no entanto, o resultado ficou bem parecido com o do Toyota Corolla Hybrid, por exemplo. A vantagem está na propulsão elétrica e no baixo custo de carregamento, já que ela tem o tamanho suficiente para poucos quilômetros. Bem equipado, o Volvo XC40 Plug-In Hybrid R-Design tem visual esportivo e desempenho correspondente, custando R$ 245.950, sendo o topo de linha da gama. Por fora… Visual mais esportivo por causa da versão R-Design, o Volvo XC40 PHEV marca sua presença com os faróis full LED dotados do Martelo de Thor como DRL’s. Detalhes em preto brilhante, como grade, retrovisores, teto e colunas, por exemplo, chamam atenção, assim como as belas rodas aro 20 polegadas com pneus 245/45 R18. Podem-se adquirir opcionalmente rodas aro 21 polegadas. O teto solar panorâmico e a antena em formato de barbatana também fazem parte. Na traseira, as lanternas em LED, envolvem-se junto à tampa e colunas C que, aliás, são bem largas e forçam a impressão de segurança e robustez. Por dentro… O ambiente do XC40 R-Design é todo escurecido e traz assentos de couro com camurça, tendo costuras brancas. O painel vem com aplicação de alumínio texturizado. O volante em couro tem a mesma costura e base em alumínio, tendo ainda paddle shifts no mesmo material. Já a alavanca de câmbio é revestida em couro e alumínio. Com cluster digital de 12,3 polegadas e 4 estilos de grafismos, o Volvo XC40 R-Design tem conta-giros apenas no modo Power. Aliás, ele também tem os modos Pure, Hybrid, Off-Road e Individual. A multimídia Sensus vem com navegador GPS, Android Auto e CarPlay, câmera de ré e sistema de som Harman Kardon com 660 watts e 13 alto-falantes, com função de graves intensificados. Em sua tela de 9 polegadas, a Sensus vem com configurações de todas as funcionalidades do carro, e seleciona os modos de condução, bem como configurações do cluster e apresentação como um tablet. Os bancos possuem ajustes elétricos com 2 memórias para o motorista, mas a extensão do assento é manual. Já o ar condicionado é dual zone e tem monitoramento de qualidade do ar. Atrás, o espaço é mediano e o banco bipartido tem encosto bem vertical, mas vem com apoio de braço com porta-copos. Existem saídas de ar condicionado e luzes de leitura em LED, além da abertura do vidro para o ambiente todo. Já o porta-malas tem 460 litros e bom espaço, com o cabo de recarga sob o assoalho. Por ruas e estradas… O Volvo XC40 Plug-In Hybrid R-Design tem uma proposta de eficiência energética, porém, seu desempenho também é de esportivo. Equipado com motor 1.5 de três cilindros com turbo e injeção direta, que entrega 180 cavalos a 5.800 rpm e 26,5 kgfm a 1.500 rpm, ele tem um som que parece com o do ciclo diesel. Além dele, o XC40 híbrido leva ainda um motor elétrico de 82 cavalos e 16,3 kgfm, montado dentro da caixa de transmissão automatizada de dupla embreagem e sete marchas. No caso do XC40 PHEV, sua tração é totalmente dianteira. Esse conjunto híbrido é ainda alimentado por uma bateria de lítio de 10,7 kWh. O SUV “compacto” se inicia silenciosamente no modo Hybrid, que é onde a coisa toda acontece mais eficientemente no dia a dia. Com a bateria cheia, o propulsor só entra se o carro for muito exigido. Se não quiser usar essa energia, basta bloquear na central Sensus para poder usar o carro no modo Pure.   Tendo impulso extra da eletricidade, o XC40 tem saídas bem rápidas e surpreende, ainda mais tendo um motorzinho que tem força para fazer a diferença sem a hibridização. No cluster digital, um econômetro indica a recuperação de energia nas desacelerações e frenagens, assim como a faixa de economia e também a de desempenho. É por aí que se tem uma ideia de como andar de forma eficiente com o XC40. Se a opção for usar a energia da bateria unicamente, então, saiba que dá para rodar 48 km. Em realidade, dependendo do condutor, essa autonomia é até um pouco maior, dependendo ainda da topografia e do uso da recuperação de energia. Oficialmente, a Volvo fala em 47 km. Também dá para andar na rodovia usando apenas o motor elétrico de 82 cavalos. Contudo, é na cidade que a bateria dura mais tempo. Quando a autonomia acaba, o 1.5 Drive-E entra. Essa gestão de energia entre Hybrid e Pure precisa ser bem dosada para se obter uma média de consumo boa, pois, o SUV pode ser gastão se o condutor não souber usá-lo. Nem é preciso ir ao modo Power para verificar isso, mas os recursos estão lá para serem usados. Chegamos a fazer 13,4 km/l acumulando carga para bateria. Na média, conseguimos 22,5 km/l na cidade e 20,9 km/l na estrada, usando esses modos. No Power, o XC40 rende todo seu potencial, entregando os 262 cavalos e 43,2 kgfm combinados. Com conta-giros no painel, o Volvo mescla o som do diesel com um zunido típico de motores elétricos e arranca com vigor. Se preferir, você pode mudar as sete marchas manualmente. A intervenção pode ser feitas em todos os modos, mas o ideal – com exceção do Power – é não usá-la para evitar alterações no rendimento. Segundo a marca, o XC40 PHEV vai de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e alcança 205 km/h. Números bons para esse híbrido. Com excelente handling, o XC40 R-Design segura bem nas curvas e tem ótimo controle direcional. A suspensão é firme e os pneus são 245/45 R20, ajudando na aderência.   Tendo pouca rolagem de carroceria, o SUV nórdico se comporta bem. Em pisos irregulares ele sofre um pouco, mas passa a impressão de robustez e filtra boa parte das condições da via. O XC40 tem ainda um modo Off Road, que varia a força entre as rodas dianteiras entre 20 km/h e 40 km/h. Não é sua praia, é verdade, mas ajuda em eventualidades. Existe ainda o modo Individual, onde o condutor escolhe suas preferências tiradas dos modos de condução. Freando de forma imediata, o XC40 se apoia no pacote de segurança da Volvo, o City Safety, sempre pincelando os discos ao menor vacilo do condutor. Mesmo em uma rua onde é necessário ficar desviando de buracos ou carros parados, ele entende que a situação pode ser de risco e aciona os freios com alarme ativado. Isso sem contar os desníveis em juntas de pontes, onde muitas vezes, dependendo da velocidade, o carro fica milésimos de segundo no ar. Nesse caso, o sistema puxa os ocupantes nos cintos instantaneamente, já que entende que pode ser o início de um capotamento. O XC40 se beneficia ainda de belos faróis adaptativos que varrem a frente, projetando seus feixes de luz de LED em locais onde não prejudiquem os demais motoristas. Ele também tem o Pilot Assist, que funciona até 130 km/h, controlando parcialmente a direção. Há também o controle de cruzeiro adaptativo. Até a ré possui frenagem autônoma em caso de veículo vindo em tráfego cruzado. A única ausência sentida em todo esse pacote de segurança é o estacionamento automático. Por você…   O Volvo XC40 Plug-In Hybrid R-Design é um SUV com bom nível tecnológico, só não te entregará tração nas quatro rodas. Com pacote de segurança ativa e passiva de primeira qualidade, como em todo Volvo, ele foca num belo visual esportivo para chamar atenção. O conforto na frente é muito bom, mas mediano atrás. Seu porta-malas é bom e o sistema de recarga que estava a bordo era útil apenas para recarga pública eventual. A Volvo fala em 3 horas num carregador rápido, sendo interessante dado sua autonomia de 48 km. Para o dia a dia urbano, pouca ou nenhuma gasolina será usada. Bom de dirigir, o XC40 híbrido tem uma boa média de consumo e representa o futuro do produto, que na Europa ainda tem duas variantes mais fracas. O preço está dentro do esperado para sua categoria. Só o Toyota RAV4 SX Hybrid já custa R$ 241.990. Então, pouco menos de R$ 4.000 o nórdico aparece com mais eficiência, apesar de ser menor. Fonte: Notícias Automotivas
Ler mais
05/06/2020
Volvo empresta SUVs e até 'carro do Batman' para combater coronavírus
A Volvo faz parte da lista de montadoras que cederam parte de sua frota de carros para combater o coronavírus. A empresa emprestou 250 veículos para hospitais e associações dedicadas a ajudar comunidades carentes e moradores de rua. "A primeira etapa desse programa emprestou 250 veículos até o final de abril com previsão de renovação por mais 30 dias caso a situação persistisse, então renovamos o comodato até o dia 30 de maio. Nós priorizamos três áreas: apoio a profissionais de saúde, instituições que ajudam moradores de rua e comunidades carentes e pequenos estabelecimentos que precisaram paralisar suas atividades", revela João Oliveira, diretor geral de operações e inovação da Volvo Car Brasil.  Entre as instituições beneficiadas com o empréstimo de carros está a Cruz Vermelha e a Santa Casa de SP, que destinou a maioria dos veículos para uso dos profissionais da saúde por motivos de segurança. "Eles estavam sofrendo muito com ofensas e discriminação no transporte público, já que outros passageiros não queriam a presença deles com medo de serem contagiados", diz João. Fazendo boas ações Além de auxiliar colaboradores de hospitais, a Volvo também assiste instituições que ajudam moradores de rua e comunidades carentes. A CUFA (Central Única das Favelas), por exemplo, está utilizando 45 carros, que transportam cestas básicas e produtos de higiene pessoal. Como nem todas as comunidades possuem vias pavimentadas, a Volvo estudou os principais locais de acesso e deu prioridade aos SUVs, que possuem maior altura livre do solo e também são mais espaçosos. A Volvo também ajuda pequenos estabelecimentos que foram duramente prejudicados pela quarentena. Um exemplo é o Mercadão das Flores, que abriria na semana que a quarentena foi iniciada em SP. "Eles têm muitos pequenos produtores que dependem desse mercado para escoar a produção e ela seria toda perdida, afetando a renda básica deles. Então começaram a fazer vendas online, e emprestamos quatro carros para realizar as entregas das flores", conta João. Além de ceder os veículos, a fabricante providenciou a instalação de pontos de recarga na sede das associações que estão utilizando os carros, já que a maioria deles são híbridos do tipo plug-in. Batmóvel? Quase isso  A Volvo afirma que os veículos já rodaram mais de 170 mil quilômetros em ações pelo país. Em alguns casos, os veículos estão sendo dirigidos por motoristas voluntários, que também realizam o transporte de passageiros até hospitais. Mesmo em meio a uma situação tão crítica, há espaço para a imaginação de uma criança, que "confundiu" o Volvo XC90 com o bólido de um famoso super herói. "Recebemos um vídeo gravado pela mãe de um menino de oito anos que está fazendo tratamento contra câncer, no qual ele nos agradecia por ter sido buscado pelo 'carro do Batman' em casa". A empresa estima que mais de 300 mil pessoas foram impactas (direta ou indiretamente) com o empréstimo dos carros.  Mesmo ajudando tanta gente, a Volvo decidiu não fazer qualquer tipo de divulgação das ações. "A Volvo é uma marca que nasceu para cuidar das pessoas e elas são a maior prioridade para nós. Então não poderíamos nos furtar dessa responsabilidade em um momento desses", conclui João.  Fonte: UOL
Ler mais
11/05/2020
Volvo quer carros autônomos prontos em 2022
Há algum tempo você deve ouvir falar que o futuro será composto por carros elétricos e autônomos. Agora, aparentemente, o futuro está cada vez mais perto, ao menos no que depender da Volvo. A empresa anunciou uma parceria com a empresa Luminar, do Vale do Silício, para acelerar o desenvolvimento desse tipo de tecnologia. A ideia é usar um dispositivo chamado LiDAR. O equipamento é uma espécie de radar a laser capaz de medir distâncias de forma mais precisa. Ele tem alcance de 250 metros e deve chegar aos carros de produção em 2022. “A condução autônoma tem o potencial de ser uma das tecnologias mais importantes da história, se introduzida com responsabilidade e segurança”, disse Henrik Green, diretor de tecnologia da Volvo Cars. Além disso, a empresa garante que os carros feitos com a plataforma SPA 2 poderão ter seus softwares atualizados a qualquer momento através do armazenamento em nuvem. Por fim, o Highway Pilot, voltado para condução autônoma em estradas, será ativado assim for comprovada a sua total eficiência e segurança. Fonte: Webmotors
Ler mais
09/03/2020
Volvo inaugura fábrica de baterias para dar suporte à produção
A Volvo inaugurou uma fábrica de baterias em Ghent, Bélgica, com o objetivo de suprir a demanda da produção do XC40 Recharge, que é a versão elétrica do SUV da marca sueca. Além disso, a montadora prepara o terreno para ampliar a eletrificação de seus modelos nos próximos anos com uma fábrica de baterias, onde serão montadas as células adquiridas de empresas como a coreana LG Chem e a chinesa CATL. Outras plantas da Volvo também receberão linhas de montagem de baterias, como Charleston, Carolina do Sul, onde a empresa fábrica o sedã S60 para o mercado norte-americano. Uma fábrica de baterias também será erguida em Luqiao, China, dando suporte à produção local de veículos eletrificados, incluindo os carros das marcas Lynk & Co e Polestar. Geert Bruyneel, chefe de operações de produção global da Volvo, diz: “Tenho o prazer de comemorar esta ocasião importante com nossos funcionários aqui em Ghent”. Ele completa: “Como a primeira de nossas plantas a obter uma linha de montagem de baterias, Ghent desempenha um papel pioneiro, enquanto continuamos a preparar nossa rede de fabricação para eletrificação”. O Volvo XC40 Recharge tem dois motores elétricos com 402 cavalos e baterias de lítio de 78 kWh, que garante autonomia de 400 km. Fonte: Notícias Automotivas
Ler mais
13/02/2020
Volvo XC40 T5 R-Design Plug-in Hybrid tem pré-venda no Brasil
Já presente em modelos como S60, S90, XC60 e XC90, a tecnologia de híbrido plug-in finalmente chega ao Volvo XC40 T5 R-Design Plug-in Hybrid, que passa para pré-venda na rede de concessionárias. Diferente dos demais, no entanto, o XC40 T5 híbrido não compartilha os mesmos dispositivos dos modelos citados, trazendo uma proposta com menos potência, porém, mantendo a alta eficiência energética. Inédito por aqui, o XC40 T5 R-Design Plug-In Hybrid vem com um motor de três cilindros 1.5 Drive-E com 180 cavalos e outro elétrico com 82 cavalos, entregando assim uma potência combinada de 262 cavalos, mais do que a versão T5 padrão. O torque chega a 43,2 kgfm e permite ao menor SUV da Volvo, ir de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos. No modo Pure, que é a propulsão 100% elétrica, o XC40 T5 R-Design pode rodar 47 km sem emitir CO2 ou usar o motor a gasolina. E tem mais. Ao contrário dos T8, esse T5 vem com transmissão automatizada de dupla embreagem com sete marchas, que pode ser explorado melhor com os paddle shifts no volante. Luis Rezende, presidente da Volvo Car Brasil e Head da América Latina, diz: “O lançamento desta nova versão faz parte das ousadas metas da Volvo aqui no Brasil. Já somos líderes no segmento Premium em veículos eletrificados e agora trazemos uma nova opção com essa tecnologia”. Tendo um visual personalizado no acabamento R-Design, o XC40 T5 PHEV traz um sistema de som premium da Harman Kardon com a tecnologia Air Woofer, com graves mais precisos e potentes. O conjunto traz ainda 13 alto-falantes de alta qualidade. Vem ainda com ar condicionado dual zone, multimídia Sensus e cluster digital de 12,3 polegadas. Bem completo, o Volvo XC40 T5 R-Design Plug-in Hybrid vem com faróis full LED, rodas de liga leve aro 20 polegadas, alerta de tráfego cruzado e ponto cego, alerta de colisão traseira, Pilot Assist até 130 km/h, alertas de faixa e colisão frontal, frenagem autônoma de emergência, detector de pedestres, entre outros. Fonte: Volvo
Ler mais
09/01/2020
Volvo amplia linha de híbridos no Brasil com o sedã S60 e o SUV XC60
A Volvo é uma das montadoras mais engajadas na eletrificação de seus veículos atualmente e o Brasil faz parte da estratégia da marca sueca. Parte de sua ação foi posta à prova agora, com a ampliação de sua linha de híbridos plug-in Polestar Engineered com a entrada de dois de seus principais produtos: o sedã esportivo S60 e o SUV XC60. Eles são equipados com a motorização híbrida T8, capaz de despejar 407 cavalos de potência. Além dos novos S60 e XC60, a Volvo comercializa no Brasil os modelos híbridos S60 T8 R-Design, o XC60iT8 R-Design, XC90 T8 Inscription, R-Desig e Excellence, e o S90 T8 Inscription, totalizando oito veículos híbridos no mercado nacional. Tanto o S60 quanto o XC60 combinam o potente motor Drive-E Turbo Supercharger 2.0 e 4 cilindros, conjunto que produz 320 cv, com um motor elétrico de 87 cv, alimentado por uma bateria de íons de lítio de alta capacidade (11,6 Kwh). Juntos, eles geram 407 cv de potência máxima e torque de 64 kgf/m. Com isso, o desempenho salta aos olhos, com o S60 e o XC60 atingindo do 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos e 5,3 segundos, respectivamente. Assim como você já viu nos carros híbridos que testamos aqui no Canaltech, os diferentes modos de condução proporcionam sensações distintas ao volante e, claro, influenciam diretamente no consumo de combustível. As novas versões do S60 e do XC60 podem ser guiadas nos seguintes modos: PURE: condução econômica para uso urbano Este modo prioriza o motor elétrico. Como resultado, apresenta uma condução silenciosa, sem consumir combustível e com zero emissão de poluentes. Com a bateria totalmente carregada, a autonomia dos veículos pode atingir até 40 km, dependendo das condições de uso, mas ainda assim cobrindo o uso diário da maioria das pessoas; HYBRID: uso cotidiano É o modo padrão dos modelos, programados para utilizar ambos os motores e entregar a melhor relação entre performance e consumo de combustível; POWER: condução esportiva O foco deste modo de condução é a performance. Novos parâmetros de direção, trocas de marchas, respostas do acelerador e freios são ajustados para obter a melhor resposta para uma condução esportiva; AWD (All Wheel Drive): para tração permanente conforme demanda específica. Os veículos vêm equipados com cabo de 4,5 metros para carregamento de uso doméstico. A carga total da bateria é feita em três horas considerando uma tomada aterrada de tensão 220V e 16A. É possível carregar os carros com tomadas de menor amperagem, no entanto, com maior tempo para a recarga. Combinando com harmonia, eficiência e baixo nível de emissão de poluentes, o S60 é equipado com a transmissão automática Geartronic de oito velocidades, que utiliza a tecnologia Shift by Wire totalmente eletrônica. A maioria das funções é controlada por meio do volante, exibidas no painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas personalizável. Os carros contam também com Head up Display. Já o sistema de entretenimento e conectividade Sensus Connect é acessível pela tela antirreflexo sensível ao toque de 9 polegadas de LCD no painel central, principal forma de controlar navegação, telefone, mídia e configurações do carro, que podem ser salvas em perfil individual do condutor, de forma natural e intuitiva. O controle de voz é outra maneira de operar essas funcionalidades. Como nos modelos da série 90, a integração do smartphone também está disponível com os aplicativos CarPlay e Android Auto. Além disso, o sistema Sensus integra o Volvo On Call, um serviço de segurança, proteção e conveniência que oferece assistência 24h, auxílio de emergência e localização, em caso de roubo ou furto. Ele permite que o condutor, por meio de seu aplicativo no smartphone, tenha controle sobre o nível de combustível, trancar e abrir as portas, climatizar a cabine à distância, dar partida remota e enviar destinos para o sistema de navegação, por exemplo. Suspensão diferenciada As versões híbridas com o conjunto mecânico T8 Polestar Engineered possuem amortecedores Öhlins, um dos mais avançados do mundo, e apresentam, entre outras características, a exclusiva tecnologia de válvula de fluxo duplo (DFV). O equipamento é ajustado para um desempenho ideal durante a condução e contato máximo com a via, independentemente de solavancos e outras imperfeições do piso. É possível ainda alterar o ajuste de forma manual para diferentes configurações, frontal e traseira. Esse conjunto é auxiliado por batentes e barras estabilizadoras exclusivas para a suspensão dianteira e traseira, oferecendo melhor resposta às imperfeições do piso, aumentando a rigidez da carroceria e com controle mais preciso e responsivo. Tecnologia em prol da segurança Repletos de novas tecnologias, tanto o sedã quanto o SUV chegam ao Brasil equipados com o City Safety, um sistema de frenagem automática para evitar ou mitigar colisões com outros veículos, pedestres, ciclistas e animais de grande porte, tanto de dia quanto a noite. O City Safety conta também com um assistente de direção para ajudar nos casos em que o motorista comece a esterçar o volante para desviar de uma iminente colisão. Nestes casos, o sistema irá auxiliar neste movimento de desvio tornando a manobra mais eficaz. Os veículos também disponibilizam como item de série o sistema de alerta de mudança de faixa — que emite um alerta sonoro e esterça o volante automaticamente evitando possível acidente entre 65 km/h até 200 km/h —, sistema de proteção em saída de estrada, sistemas de proteção contra impactos laterais e lesões na coluna cervical, alerta de colisão frontal e sistema de monitoramento de pressão dos pneus. Além desses equipamentos, o S60 e o XC60 contam com sistema de alerta de ponto cego (BLIS) com Cross Traffic Alert e o recurso de Mitigação de Pista Oposta, que aplica frenagem automática para reduzir o dano de colisão com um veículo que se aproxima na contramão. Seu funcionamento se dá entre 60 km/h e 140 km/h. A Volvo também oferece como equipamento de série desde a configuração de entrada controle de cruzeiro adaptativo (ACC) com assistente de direção (Pilot Assist) até 130 km/h para toda linha 60. Assim, o motorista pode realizar uma condução mais relaxada e segura, com controle de distância do veículo à frente e ajuda na manutenção de faixa. Iluminação Ambos os modelos são equipados com sistema de iluminação FULL LED, que é programado para evitar o ofuscamento da visão de outros motoristas que vêm em sentido contrário ou que estejam à frente no mesmo sentido ao mudar automaticamente entre um feixe de luz focado ou desfocado dos carros. Há também nivelamento automático do facho do farol de acordo com o número de ocupantes e o carregamento do veículo, além de luz DRL com acendimento automático, que contribui para a visualização do modelo, mesmo em dias muito claros. Os faróis contam, ainda, com a tecnologia Automatic Bending Lights (ABL), que os direciona automaticamente em até 30º para os lados, facilitando ainda mais a visão nas curvas. Eletrificando Hoje, 22% dos carros comercializados pela empresa no país são híbridos plug-in, com esse número chegando a 40% em 2020, ano que terá como destaque a chegada do XC40 híbrido plug-in, confirmado para o primeiro trimestre. A marca também colocou em ação a instalação de 500 eletropostos no Brasil, com um investimento de R$ 5 milhões. O S60 T8 Polestar Engineered é vendido por R$ 309.950 e o XC60 T8 Polestar Engineered sai por R$ 335.950. Fonte: Canal Tech
Ler mais
05/12/2019
Volvo cresce e registra novo recorde histórico de vendas no Brasil
Depois de um pesado investimento em renovação de portfólio e otimização dos serviços de pós-venda, a Volvo colhe como resultado no Brasil a quebra de mais um recorde de emplacamentos. Conforme explica a marca, o desempenho comercial no acumulado de janeiro até o dia 27 de novembro foi tão positivo que já superou todo o volume vendido durante todo o ano passado. Só na última quarta-feira (27) foram 32 unidades vendidas, com destaque especial para a participação dos SUVs. Na prática, o resultado superou com mais de 30 dias de antecedência o recorde histórico anterior, com 6.836 veículos entregues até agora contra 6.830 de todo o ano passado. Em 2018, a Volvo fechou o ano com 13,9% de market share. Agora, já está está em 15,7%, aumento de 1,8 ponto percentual. O resultado foi bastante celebrado e se deve principalmente à aceitação dos lançamentos recentes, em especial os SUVs. O XC60, considerado o carro-chefe, já vendeu 2.977 unidades no acumulado, com crescimento de 12% sobre novembro de 2018 (2.649 carros). Outro destaque vem do XC90, que também lidera sua categoria, com 956 exemplares emplacados, o que representa avanço de expressivos 21% em comparação com o mesmo período do ano passado. Por fim, o novato XC40 contribuiu para o crescimento com 2.114 unidades até o momento. A marca contabilizou ainda 52 unidades emplacados do sedã S90, 103 carros da perua V60 e 225 do sedã S60. No campo da eletrificação, os números também são animadores. Do total de unidades emplacadas até agora, 995 são de modelos híbridos plug-in, o que representa crescimento de consideráveis 313% comparado ao mesmo período de 2018. Até 2025, a Volvo planeja concentrar 50% de suas vendas globais em veículos eletrificados. Atualmente, os híbridos representam 22% das vendas da operação brasileira - percentual que deverá chegar a 40% em 2020. Fonte: Motor1
Ler mais
05/11/2019
Volvo S60 T8 R-Design é sedã puramente esportivo
A nova geração do sedã médio S60, da Volvo, que pertence aos chineses da Geely, usa a arquitetura SPA. A versão avaliada é híbrida, impulsionada por motor a combustão nas rodas dianteiras e um elétrico no eixo traseiro. Tem desempenho esportivo ao atingir 100 km/h em apenas 4,4 segundos. Impressionante a disposição do conjunto. Há muita tecnologia com elementos de direção autônoma. Faróis de LED são excepcionais e não ofuscam motoristas à frente ou no sentido contrário. Segurança é obsessão da marca com materiais de alta resistência na carroceria. Se carro vende pela beleza, o Volvo S60 agrada tanto pelas linhas bonitas da carroceria quanto pelo acabamento e design interior. Materiais de alta qualidade com montagem e encaixes extremamente benfeitos. Desde o painel de linhas limpas com quadro de instrumentos de 12 pol e sistema multimídia Sensus Connect tem tela tátil antirreflexo de 9 polegadas no alto do painel central para controlar navegação, telefone, entre outras. Smartphone compatível com Apple Car Play e Android Auto. Bancos anatômicos com regulagens diversas, incluindo lombar e prolongamento dos assentos dianteiros e apoios laterais para as pernas. Motorista e passageiro da frente têm o mesmo tratamento no bem-estar. Entretanto, assento traseiro curto baixo é desconfortável, pois não apoia as pernas. Acesso traseiro exige abaixar. O esmero no acabamento derrapa nas pontas de parafuso perceptíveis na dobradiça central que une as portas à carroceria. Volante tem aro adequado para boa pega, mas revestimento liso provoca deslize acidental. E não são muitos comandos agrupados. Mesmo assim é preciso tirar os olhos da via para acioná-los. Propulsão híbrida com diferentes modos de condução Comando rotativo no console central para escolha dos modos de condução. Pure é o modo de condução elétrico e autonomia de 40 quilômetros com carga plena da bateria. Acelerações fortes diminuem autonomia. Hybrid usa motores a combustão e elétrico. Power é o modo esportivo com definições diferentes de acelerador, freios, direção e troca de marchas. E o modo AWD (tração integral) usa os dois motores conforme demanda. Nessa condição, o carro é muito rápido para chegar à velocidade de 100 km/h. Há um cabo de 4,5 metros para carga da bateria. O tempo de recarga plena é de três horas em uma tomada aterrada de 220 volts e 16 ampères. Tempo de recarga será maior em tomada de amperagem menor. O modo elétrico de 40 quilômetros atende ao uso urbano desde que a pressão seja mínima no acelerador. Direção bem calibrada com sensibilidade suficiente para sentir a aderência, mas ponto central precisa de melhor definição. Suspensão dianteira tem braço duplo triangular e a traseira totalmente multilink. Mesmo assim as rodas grandes aro 19 e pneus de medida 235/40 tornam rodar desconfortável sobre remendos de asfalto e ondulações. Conjunto garante comportamento dinâmico excepcional e torna o S60 um dos carros prazerosos de dirigir. Tudo sob controle do motorista. Câmbio automático de oito marchas com conversor de torque tem trocas rápidas. Trocas manuais por aletas no volante.   S60 honra a tradição de segurança da Volvo Além da segurança física da carroceria, o Volvo S60 vem equipado com diversos itens de segurança semiautônoma. O sistema City Safety tem freio automático e assistência na direção para evitar colisão com veículo em sentido contrário com manobras evasivas. Funciona entre 50 km/h e 100 km/h e ajuda a evitar colisão também contra ciclista, pedestre, animal de grande porte tanto à noite quanto durante o dia; alerta de ponto cego; aviso de saída de faixa com interferência na direção a partir de 65 km/h até 200 km/h. Sistema de proteção em saída de estrada e proteções contra lesões na coluna cervical e impactos laterais. Recurso de mitigação de pista oposta funciona por meio de frenagem automática a partir de 60 km/h até 140 km/h, e ajuda a diminuir danos de colisão provocados por veículos na contramão. E o controle de velocidade adaptativo com assistente de direção funciona até 130 km/h. Volvo S60 obteve pontuação máxima no teste impacto do EuroNCAP, com notas altas em todas as situações. Fonte: Auto Papo  
Ler mais
03/10/2019
Volvo revela esboços do XC40 eletrificado que chega em outubro
A Volvo revelou esboços da mais nova versão do SUV XC40, que deve estrear em outubro numa proposta 100% elétrica. Ele será o primeiro carro da marca com opção totalmente movida por energia, já que o Polestar 2 é de uma submarca ligada ao fabricante nórdico. O Volvo XC40 elétrico terá não só grandes mudanças na parte estrutural e mecânica, mas também no visual. O utilitário esportivo adotará uma frente sem a grade principal, substituída por uma tampa com o logotipo da marca. Provavelmente ela será articulável para dar acesso aos conectores de carregamento da bateria. Na traseira, o esboço mostra um Volvo XC40 sem escapes, reforçando a proposta de emissão zero dessa versão, que manterá os demais elementos estéticos do modelo escandinavo. No entanto, por ser um veículo totalmente elétrico, ele elimina a presença de um motor a combustão. Assim, sob o capô, o XC40 elétrico terá um segundo compartimento para bagagem e obviamente para o cabo de conexão de recarga elétrica. O espaço adicional é possível, porque os propulsores elétricos são pequenos, sendo que o SUV deve portar pelo menos dois deles, um no eixo dianteiro e outro no traseiro. Feito sobre a plataforma modular CMA, desenvolvida com a Geely, o Volvo XC40 terá baterias de lítio moldadas sobre o assoalho da plataforma, mantendo assim o espaço interno e preservando também o porta-malas. A marca sueca não revelou ainda os dados de desempenho desse modelo, mas a referência principal é o irmão Polestar 2. Fabricado na China, o Polestar 2 nasceu conceitualmente junto com o XC40, porém, surgiu no mercado chinês este ano como um carro totalmente elétrico. Ele utiliza baterias de lítio de 72 ou 78 kWh, que garante autonomia de 500 km no ciclo WLTP. Se essa configuração for copiada pelo Volvo, então este será um player forte no segmento de carros elétricos. Fonte: Notícias Automotivas
Ler mais

Anterior
Próximo
1 / 5
Volvo
S.J. dos Campos
Av. Dr. Eduado Cury, 350
Jardim das Colinas - Cep: 12242-001
Volvo
Mogi das Cruzes
Rua Ipiranga, 1252
Centro - CEP 08730-000