12 3042-2002
Acompanhe-nos nas redes sociais:
12 3042-2002
Como chegar

Linha Volvo 2021

Consórcio
Conheça as condições
Acessórios
Faça o seu pedido
Oficina Volvo
Faça o seu
agendamento
Seminovos
Veja as opções

Notícias

30/08/2021
Volvo XC40 Inscription, híbrido, faz até 24,5 km/l
Dia de acelerar e conhecer a linha 2022 do Volvo XC40, o SUV de entrada da marca sueca aqui no Brasil e que agora só oferece versões híbridas em território nacional. O XC40 foi o carro mais vendido pela empresa no primeiro semestre deste ano e a configuração que escolhemos para testar foi justamente a mais emplacada, a Inscription T5 Recharge Plug-in Hybrid. O carro vem completinho, consegue rodar em modo semi-autônomo, tem bom espaço interno e porta-malas, é muito bem acabado por dentro e ainda tem a capacidade de fazer surreais 24,5 km/l de gasolina na cidade. Venha comigo nesta resenha que vou te mostrar mais detalhes sobre o híbrido da marca sueca. Como é o Volvo XC40 Inscription O desenho do carro já é conhecido há alguns anos, mas não temos como deixar de enaltecer a beleza do design desse SUV. Com frente invocada, jeitão imponente e porte agressivo, apesar de ser um SUV compacto, o XC40 é a porta de entrada para o mundo dos carros suecos. Essa versão é, na linha 2022, a do meio. Abaixo temos a Inscription Express, a antiga Momentum. Acima temos a R Design, e depois só a 100% elétrica, que também tem o sobrenome Recharge, mas é chamada pela turma nórdica de "Pure Electric". Dentro, muito luxo Na parte de dentro, todo o luxo e sofisticação que vemos em carros alemães dessa categoria. Tem até acabamento de madeira, chamado pela Volvo de Driftwood, nos painéis das portas, na parte principal do painel e espalhado por outras partes da cabine. Mas o grande charme é a manopla do câmbio feita de cristal, pela grife Orrefors, que é ainda mais bonita quando vista à noite. Outra coisa muito boa na cabine é a central multimídia de 9 polegadas na vertical, algo que temos visto se tornar cada vez mais comum em modelos de outras marcas, mas que de fato começou com os carros da Volvo - pelo menos aqui no Brasil. No XC40, a central resume tudo em quatro importantes pilares: o GPS no primeiro; o sistema de som no segundo slot, que pode mostrar os comandos do rádio ou de conexões via Bluetooth ou cabo USB; as informações sobre o telefone conectado no terceiro espaço e os dados de consumo de sua viagem ou informações personalizadas pelo motorista no último. Já os controles do ar-condicionado e funções adicionais ficam nos contornos dessa tela, de forma realmente fácil de entender, como se fosse um tablet. Há possibilidade de se usar CarPlay e Android Auto, mas em carros da Volvo, hoje em dia, somente por cabo. Também há outra tela digital no painel, que fica atrás do volante, tem 12,3 polegadas e ainda oferece a opção de ser personalizável. Completaço Em termos de equipamentos, o XC40 Inscription vem de série com carregador de celular sem fio; duas entradas USB para recarga e conexão de dados com a central; duas USB-C nos bancos traseiros; ar-condicionado de duas zonas; direção elétrica; vidros e travas elétricos e diversos porta-objetos pela cabine. Outro barato é o fato de não ter caixa de som nas portas, o que amplia o espaço para levar garrafas maiores. O teto solar panorâmico e o sistema Volvo On Call são outros recursos que completam a lista e fazem do modelo um competidor ainda mais forte dentro desse segmento. Já no quesito segurança, o carro vem com alerta de colisão traseira, sistema de alerta de ponto cego; chave inteligente programável; faróis full-LED com regulador do facho e sistema inteligente anti-ofuscamento e rodas de alumínio aro 19"; além dos quase obrigatórios controles eletrônicos de tração e estabilidade; freio de estacionamento por botão; sensor de estacionamento dianteiro e traseiro por câmera; sensor de chuva e crepuscular; sistema de monitoramento da pressão dos pneus; assistente de descidas e subidas incorporado ao assistente de partidas em rampa e abertura e fechamento elétricos do porta-malas. Anda sozinho Quem completa a farta lista de equipamentos mencionada acima é o sistema que a marca chama de Pilot Assist, que era oferecido como opcional há alguns anos e hoje faz parte do pacote de série de todos os modelos da empresa no Brasil. Assim como em alguns outros modelos do segmento de luxo, também de outras fabricantes, você aperta um botão que dá ao carro a possibilidade de "assumir o comando". Combinado ao controle de cruzeiro adaptativo, que também faz parte do pacote, o XC40 identifica a faixa onde está e o carro à frente, por meio de sensores, câmeras e radares, para ativar o sistema semi-autonômo. Na prática, o carro faz curva, freia, acelera e retoma velocidades a partir do zero sem que sejam necessárias ações do motorista. A única coisa que precisa ser feita é colocar as mãos no volante a cada 10 s para avisar o sistema que o motorista está acordado. Em um futuro não muito distante, encostar as mãos não vai mais ser preciso e poderemos dizer que o carro anda sozinho sem a nossa intervenção. Consumo de outro mundo Você pode não acreditar, mas o XC40 híbrido consegue fazer até 24,5 km/l na cidade e 22,3 km/l na estrada, graças justamente ao sistema híbrido que faz parte de seu conjunto mecânico. Começamos a parte técnica pelo consumo porque impressiona ver que um SUV como esse consegue rodar até 1.200 quilômetros na cidade com apenas um tanque, graças à capacidade de 49 litros. O responsável por números tão surreais é a combinação de um motor 1.5 de três cilindros, turbo, com injeção direta, que rende 180 cv e 27 kgf.m de torque, com um elétrico, dianteiro, de 82 cv e 16,3 kgf.m - o sobrenome T5 vem justamente dessa especificação. Juntos, rendem 262 cv e 43,3 kgf.m de torque. Isso também significa que os números de desempenho do carro são ótimos: 0 a 100 km/h em 7,3 segundos, velocidade máxima de 180 km/h e capacidade de rodar até 47 km só no modo elétrico. Isso pode ser traduzido da seguinte maneira: se você roda suave, não percorre mais de 30 quilômetros por dia e ainda consegue deixar o carro na tomada em casa, é possível ficar meses sem reabastecer. Outro fator que influencia nos ótimos números é o excelente câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem, que oferece trocas ligeiras de acordo com o modo de condução. São cinco deles: "Hybrid", para uso cotidiano; "Pure", 100% elétrico; "Power", para tocada mais esportiva; "Off-road" para uso fora-de-estrada, embora a tração seja dianteira; e "Individual", que permite ao motorista escolher seus estilo de condução. Espaço interno e porta-malas O espaço traseiro pode ser comparado ao de um sedã médio, que tem o mesmo entre-eixos de 2,70 m, com a diferença de que em um SUV você tem mais espaço para a cabeça devido ao desenho mais alto e robusto. Mesmo com o banco da frente posicionado para quem tem 1,80 m, fiquei confortável no espaço traseiro. O único detalhe é que, como o XC40 tem uma bateria que fornece energia ao motor elétrico, que é dianteiro, o espaço para as pernas de quem vai no meio fica comprometido, já que o túnel central é bem alto. É por isso que preferimos dizer que no espaço traseiro cabem duas pessoas adultas com conforto ou três crianças. Pelo menos há saídas de ar, duas entradas USB-C para carregar eletroeletrônicos e até um descansa-braço central. O porta-malas também é muito bom para a categoria, com 460 litros de capacidade. Conclusão O Volvo XC40 Inscription é o que tem o melhor custo-benefício e quer se tornar sua porta de entrada ao mundo de híbridos da Volvo, que há algum tempo decidiu vender somente carros eletrificados no Brasil. O SUV é completo, bem acabado, luxuoso, anda muito e bebe (bem) menos que muito carro 1.0 popular. Tem todos os requisitos para entrar na garagem de quem busca um utilitário compacto do segmento premium e pensa em fugir dos tradicionais carros alemães. Se ele for a sua escolha, dê adeus ao seu amigo frentista e curta os momentos de descanso na hora do trânsito. Fonte: Webmotors
Ler mais
30/07/2021
Volvo revela futuro elétrico, seguro e conectado
Em uma live de quase três horas, a Volvo revelou um pouco sobre como enxerga o futuro do automóvel. Segundo a marca, eletrificação é mais que uma mudança no conjunto de força, mas um paradigma no design de seus veículos - e o protótipo Concept Recharge é exatamente a prévia da próxima geração de carros elétricos, seguros e conectados da empresa. "O Concept Recharge representa o manifesto para o futuro totalmente elétrico da Volvo, bem como um novo tipo de veículo”, disse Robin Page, chefe de design do Grupo Volvo Car. "Ele tem proporções novas e modernas que vão de mãos dadas com maior versatilidade e mostra o que a tecnologia pode possibilitar em termos de design", complementou o executivo. Como é o Volvo Concept Recharge Fiel à herança do design escandinavo, representado principalmente pelos faróis com formato de um "T" deitado, conhecido como o "martelo de Thor", o Concept Recharge, é um estudo de carro 100% elétrico sem motor a combustão que evoluiu a ponto de ter grandes proporções internas e excelente nível de eficiência aerodinâmica. O resultado, como se vê, é uma carroceria com soluções que apoiam uma vida familiar sustentável. A primeira geração de carros elétricos da Volvo vai compartilhar plataforma com os atuais modelos híbridos, movidos por motores a combustão e elétricos, e isso requer um equilíbrio em proporções e espaço para poder justamente acomodar uma bateria e o próprio motor de combustão interna. Mas alguns pontos devem mudar na próxima geração de carros elétricos da Volvo - o primeiro SUV totalmente pensado para ser elétrico da empresa vai usar uma base de tecnologia exclusiva e completamente nova, com pisos planos, conforme previsto no Concept Recharge. Sem motor, mais espaço Ao remover o motor e substituí-lo por uma bateria completa sob o piso, os designers aumentaram a distância entre-eixos e também puderam fazer crescer o tamanho das rodas do carro. Os resultados são saliências mais curtas, bem como muito mais espaço interno, que inclui uma grande área de armazenamento entre os bancos dianteiros. No Concept Recharge, esses avanços levaram os designers a reposicionar os assentos, otimizar o perfil do teto e abaixar o capô do carro, mas é mantido o ponto de vista elevado de SUV, tão querido de motoristas de carros como XC40, XC60 e XC90. Essa abordagem também cria ganhos de eficiência na aerodinâmica em comparação com um utilitário, o que melhora o alcance. Design conectado Este conceito também apresenta uma nova linguagem de design. A grade tradicional foi substituída por uma estrutura semelhante a um escudo, apoiada por "uma nova interpretação" do design do "martelo de Thor". Luzes traseiras verticais exclusivas conectam-se à forte herança de design da marca, mas foram reinventadas e modernizadas. Na parte de dentro, além de mais espaço e de uma melhor posição do assento para todos que estão na cabine, uma grande tela sensível ao toque de 15 polegadas é o centro de uma nova e aprimorada experiência do usuário para o sistema multimídia de próxima geração da empresa. Projetada para ser lógica e intuitiva, a mais recente tecnologia de entretenimento da Volvo anda de mãos dadas com outras marcas do design da empresa: linhas limpas e uso extensivo de materiais sustentáveis ??e naturais dentro da cabine. "Dentro do Concept Recharge, criamos uma sensação de sala de estar verdadeiramente escandinava", destaca Robin Page. Seguro O Concept Recharge, obviamente, também reflete as ambições de segurança da Volvo nos próximos anos. Um sensor chamado LiDAR, construído pela empresa de tecnologia Luminar, é colocado no teto para coletar dados sobre o ambiente ao redor do carro. "O conceito representa tudo o que acreditamos que os clientes esperam de um Volvo elétrico puro, e estamos entusiasmados em levar essa filosofia para a nossa próxima geração de carros", finalizou o executivo. Volvo trabalha em novas baterias Disposta a "rapidamente se tornar uma empresa de carros totalmente elétricos", a Volvo também confirmou que desenvolve tecnologia de células de bateria - a fim de proporcionar aos seus clientes o que todo fabricante de elétrico deseja: alcance mais longo e tempos de carregamento mais rápidos. A marca promete melhorar a tecnologia de íons de lítio em sua próxima geração. E prevê começar pelo primeiro SUV da empresa feito sobre a base de tecnologia exclusivamente elétrica que deve estrear no ano que vem. Já em meados da década, quando estiver na terceira geração de elétricos, a Volvo planeja aprimorar ainda mais a autonomia e integrar a bateria ao piso do carro, momento em que usará a estrutura da célula para melhorar a eficiência. No curto prazo, a Volvo também planeja trabalhar com a Northvolt, empresa sueca líder de baterias, para aumentar ainda mais a densidade de energia em suas células de bateria. A ideia é dobrar alguns itens de eficiência em relação ao que se encontra no mercado atualmente -  a autonomia máxima que vemos hoje é algo perto dos 500 quilômetros, mas a Volvo Cars pretende atingir 1000 km. Espera-se que o tempo de carregamento seja reduzido quase pela metade também, graças à melhor tecnologia de bateria e avanços contínuos no software e na tecnologia de carregamento rápido. Limpa e sustentável Embora a empresa vá aumentar a energia da bateria de seus carros, também promete trabalhar para reduzir continuamente o impacto do carbono. As células de bateria da colaboração planejada da Volvo com a Northvolt visam ser produzidas com utilização de energia 100% renovável, enquanto trabalha com outros fornecedores de bateria para fazer o mesmo até 2025. Sempre que possível, as baterias que atingirem o fim de vida útil serão recicladas em empresas autorizadas que são capazes de oferecer o serviço de ciclo fechado de materiais essenciais para uso em baterias futuras. A parceria planejada da Volvo com a Northvolt também aumenta a possibilidade de utilizar as operações de reciclagem da empresa conterrânea. Como funciona essa parceria com a Northvolt?  No início deste mês, a Volvo anunciou a colaboração com a Northvolt para desenvolver e produzir baterias sustentáveis. Elas serão adaptadas para alimentar a próxima geração de carros elétricos da Volvo e da Polestar e garantir suprimento futuro de baterias sustentáveis ??necessárias para apoiar o crescimento. A colaboração com a empresa é fundamental para a ambição da Volvo de ser líder no segmento de carros elétricos premium e vender apenas elétricos até 2030. Também representa um passo importante na expansão de suas capacidades internas de produção, bem como desenvolvimento, aliado a parcerias com as líderes em tecnologia. Fonte: Webmotors
Ler mais
Veja toda as notícias
Volvo
S.J. dos Campos
Av. Dr. Eduado Cury, 350
Jardim das Colinas - Cep: 12242-001
Volvo
Mogi das Cruzes
Rua Ipiranga, 1252
Centro - CEP 08730-000
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa política de privacidade.
Saiba mais
Estou de acordo